Exposição: Os Maias – Uma Visão Insular

No próximo dia 9 de julho, pelas 19h, a Biblioteca Publica e Arquivo Regional de Ponta Delgada abrirá, no Parque Atlântico, um portal do tempo e personagens saídas do século XIX caminharão pelos nossos corredores.

As suas visitas têm como objetivo mostrar-nos um pouco da mostra que conta a fascinante história da primeira adaptação a teatro da obra Os Maias de Eça de Queirós, feita pelo ilustre açoriano José Bruno Tavares Carreiro.

Em 1903, quando jovem estudante em Coimbra, Tavares Carreiro apaixonou-se de tal modo por este romance que escreveu uma peça de teatro baseada nos amores de Maria Eduarda e Carlos da Maia. Após quarenta anos, durante os quais pensou ter perdido o manuscrito original, acabou por ser surpreendentemente contactado, com um pedido de quem o adquirira, num leilão. São estas as palavras emocionadas do autor, em missiva ao seu amigo Vitorino Nemésio:

“pelo último vapor, recebo como uma esmola uma carta de Robles Monteiro, a dizer-me que ele e a Amélia Rey Colaço querem por a peça em cena no Nacional! Caí das nuvens e nessa posição me conservo!”

Poderá ver de perto testemunhos do manuscrito, provas fotográficas e programas autografados pelos atores, recortes de jornais, correspondência trocada e outras recordações – documentos do impressionante Arquivo Tavares Carreiro – convidando-o a disfrutar de mais esta viagem epocal até 24 de julho.

Publicação
09 de Julho de 2021
Categorias
Eventos no Parque Atlântico
Partilhar