A moda de homem para este inverno é um aconchego

Não há razão para passar frio ou desconforto. Bem-vindas as penas a encher acolchoados e os vários bolsos num só par de calças. A moda de outono e inverno de 2021 para homem é sobretudo quente e muito confortável.

Depois de mais de um ano em casa, a moda está com vontade de voltar ao trabalho presencial. Pelo menos é o que parece, julgando pelas várias peças inspiradas nas mais clássicas roupas utilitárias, de trabalho. O dito workwear inspira macacões, jardineiras e casacos com vários bolsos — qualquer centímetro quadrado é bom para um fecho fazer o seu apontamento e abrir nem que seja um pequeno bolso.

Isto significa também um regresso surpreendente: as cargo pants, calças cobertas de bolsos e com fechos que lhes dão a hipótese de se transformarem em calções, estão de volta.

Esta peça que se divide em duas regressou, mas será usada sobretudo na sua versão inteira. A estação não pede calções e as tendências não deixam passar o frio. Que o digam os blusões e casacos. O estilo puffer — casacos extremamente acolchoados e muito volumosos — já tinha estado presente no ano passado e em 2021 reafirma-se.

Quanto mais penas e enchimentos melhor. O mesmo se pode dizer da cor. Não há razão nenhuma para um inverno cinzento e as coleções de lojas como a Zara, Massimo Dutti, Salsa, Tiffosi ou Giovanni Galli dizem isso mesmo, ao apresentarem peças com tons bem abertos ou cores primárias, muitas vezes conjugadas numa só peça.

As cores terrosas, habituais nos guarda-roupas de tempo frio, continuam a estar nas lojas, em peças que se querem largas, oversize, para criar looks descontraídos. A diferença, desta vez, está na sua conjugação. Muitas vezes vão aparecer em color block, isto é, faixas de cores diferentes na mesma peça, ou mesmo em padrões mais abstratos.

O que interessa é trazer alguma cor para o dia a dia. Ainda que o inverno seja chuvoso e frio, a roupa vai estar lá para nos pôr um sorriso na cara.

Partilhar